diego dacal

Webcongress, um resumo

Web Congress Barcelona

No dia 1º de Março participei do evento chamado Web Congress, aqui em Barcelona. Foi um evento bem bacana, com pessoas de diversas empresas grandes falando sobre varios projetos legais e inovadores. Para mim o saldo geral do evento foi muito positivo, aprendi algumas coisas, tive alguns insights e várias críticas.

O primeiro apresentador foi Luis Font, da Zyncro, uma empresa de redes sociais empresariais. A coisa mais interessante que falou foi que daqui a 5 anos as redes sociais empresariais serão usadas em praticamente todas as grandes empresas. É uma coisa estranha, pensando na “queda” e baixa utilização do Ning, é difícil pensar em empresas criando suas próprias redes sociais, e ainda mais com as pessoas apoiando a iniciativa e usando.

Em seguida foi a vez de Teba Lorenzo, da Yahoo España, falar de consumo de vídeos online. O que mais me chamou a atenção foi que a apresentação era vermelha e falava de vídeos, te lembra alguma coisa?  A apresentadora falou diversas estatisticas muito interessantes, como que a publicidade em vídeo na internet tem uma das maiores taxas de lembranca. E ainda que  a TV ainda tem um grande consumo, mas nao uma grande atenção. A geracao Y tem o costume de deixar a TV ligada enquanto faz diversas outras coisas.

Como era antes do almoço, a hora era da Disney, com Carlos Moreno de Barreda. A apresentação foi bem dinâmica e bem feita. Mostrou como a Disney vende publicidade em vários formatos: advergames, adversites, publicidade in script, com os mais diferentes públicos. O apresentandor ainda citou cases que mostram o que a Disney faz de melhor, construir um universo próprio, um conceito e com isso imergir o consumidor neste mundo. Carlos mostrou uma fórmula para representar como é o modelo publicitário da Disney: Marca a + disney + @ = MARCA A.

Depois do almoço tivemos um pouco de portuñol com José Fontainhas, do WordPress, e que tem uma visão muito lúdica sobre software aberto. Como sempre surgiu o debate do que é melhor: Drupal, Joomla ou WordPress, e para o apresentador, isso é como discutir religião (eu incluiria futebol na discussão). WordPress tem infinidade de plugins, temas e a ideia é que qualquer pessoa pode construir seu blog ou seu cms (aqui eu acho discutível, pois exige um conhecimento um pouco mais avançado) sem conhecimento de php, html ou css, somente usando as ferramentas que a própria comunidade já oferece. O ponto mais positivo do WordPress é a sua comunidade, que é muito ativa e está sempre desenvolvendo e melhorando o sistema.

A seguinte foi Marta Continente, do Ajuntament de Barcelona. A “prefeitura de bcn” me surpreende, desde que cheguei aqui vi que eles usam algumas coisas tecnológicas bem a frente do q esperamos de uma administração pública. Mesmo as soluções de publicidade, software e mobile são muito boas e o principal é o foco no cidadão e como ele se relaciona com o estado, não na própria burocracia, como nós brasileiros estamos muito acostumados. A expositora apresentou um grande resumo de ações e mostrou a filosofia do ajuntamento. Além disso, Marta falou da intenção de Barcelona se tornar uma smart-city e qual o seu diferencial e ainda como eles investem em infraestrutura há alguns anos visando esse status. É impossível pensar em Barcelona e seu legado olímpico e não pensar no Rio. Rio 2034, quizás?

Infelizmente a palestra que seria dada por um representante do Google foi cancelada na última hora, frustrando todos os presentes.

A próxima palestra foi com representantes, dentre eles Pablo Ayala, da Innovation Vision, para falar de realidade aumentada. Os palestrantes mostraram cases bem bacanas da Carlsberg, LG, Citroën e alguma outras marcas. Tenho que assumir, RA é uma coisa que não dou muito valor e não vejo uma contribuição muito relevante na mudança do paradigma da comunicação com as TICs, sim uma tecnologia simples.

Em seguidas foi a vez de Joan Viñas, da Verbio, uma empresa que trabalha com tecnologia de voz. O apresentador falou de tecnologias de reconhecimendo de voz para acesso e controle do computador, analisando, além de sintaticamente, semanticamente o que é falado pelo usuário. Bem interessantes os sistemas desenvolvidos atualmente, aparentemente já é possível pensar em um futuro muito próximo com essas tecnologias contribuindo para acessibilidade e também para mais conforto no uso do computador.

O próximo convidado foi Eduardo Fernandez, diretor geral da Blackberry Espanha, para falar de tendências móveis. Achei curioso alguém da Blackberry ser convidado para falar de tendência móvel, e não alguém de Android ou Apple, mas a palestra foi incrível de qualquer forma. Foi o primeiro palestrante do dia que incentivou o uso do twitter para interação com ele, já que algumas pessoas não se sentem a vontade de perguntar no microfone. Eduardo falou da inversão de paradigmas de softwares, ou seja, alguns softwares nascem móveis e outras plataformas se sentem na necessidade aceitá-lo, não seguem a tendência natural que era de nascer numa plataforma não móvel para somente depois ser pensado como portable. Falou de ebooks, pagamento através de celular, geolocalização e checkin. E o bambu? Sim, falou ate de bambu, com a tendencia eco-friendly de alguns gadgets.

A última palestra que eu vi foi de Jaime pelegri, Sales Manager do Youtube España, e ele também veio falar de… vídeos. Jaime começou sua palestra com um dado um tanto impressionante: 1 em cada 2 usuarios viu um vídeo online nas ultimas 24h; em seguida apresentou uma quantidade de dados brutais sobre vídeos online. O apresentador ainda mostrou alguns casos de sucesso como as campanhas do Tipp Ex, Old Spice, Seat e algumas outras.

17/03/2011

Comentários

Seja o primeiro a comentar neste post!

Deixe um comentário