diego dacal

Fluxo de trabalho, qual é a melhor solução?

Eu estava conversando com meu amigo Sávio e discutindo sobre o fluxo de trabalho de criação em design. Chegamos a conclusão de que é um problema MUITO grande o cliente chato, que aprova layout, liga, desaprova, muda isso e aquilo, você refaz, ele não gosta de algo, você refaz, ele não gosta, você refaz, ele não gosta, você refaz, ele manda cancelar o serviço. Duas semanas depois você vê um layout com ele IGUAL ao seu, que ele levou a idéia para o sobrinho dele produzir.

Como evitar isso? Pensei em duas estratégias.

Com o design e redesign:

  1. Faço o layout de três peças e apresento ao cliente;
  2. Ele mostra que layout prefere e dá as opiniões;
  3. Refaço o layout e reapresento, ele dá as opiniões;
  4. Refaço o último layout e apresento;
  5. Se ele quiser outro redesign, ele paga um certo valor por isso.

Com o roubo da idéia:

  1. Entro com uma ação na justiça, pois tenho toda a criação com datas e assinaturas dele e espero um processo lento;
  2. Peço um “sinal” para o trabalho, algo em torno de 40%.

Claro que isto vale para clientes pequenos, maldosos etc. Com outros clientes que paguem melhor e estejam acostumados com este tipo de trabalho seria mais fácil, creio.

22/05/2009

Comentários

  • 13/07
    18:49

    Olá, Diego.

    Cheguei aqui ao seu blogue por meio do "Blog do Argônio". Entendo que o trabalho de vocês tenha o componente artístico, mas ele é essecialmente voltado para uma aplicação industrial. Não seria o caso de vocês procurarem a orientação de um especialista em Propriedade Intelectual para evitar esse tipo de transtorno?
    O que você faz é, sem dúvidas, uma excelente alternativa, mas é sempre bom se resguardar, certo?

    Até.

Deixe um comentário